jusbrasil.com.br
17 de Abril de 2021
    Adicione tópicos

    Globopar suspende pagamento de suas dívidas

    Publicado por Expresso da Notícia
    há 18 anos

    A Globopar - Globo Comunicações e Participações - que detém participações acionárias em empresas da área editorial e gráfica, empresas de televisão a cabo e via satélite, programação para TV por assinatura e Internet - anunciou que vai suspender o pagamento de suas dívidas por pelo menos 90 dias, enquanto reavalia os seus negócios. Em comunicado oficial, informa que, a partir de dia 28 de outubro, “a Globopar e algumas de suas empresas controladas estarão reescalonando o fluxo de pagamentos de suas obrigações de caráter financeiro”. A empresa divulgou que “espera dar novas informações sobre esse processo de reavaliação nos próximos 90 dias”.

    Em comunicado assinado pelo presidente da empresa, Ronnie Moreira, a Globopar diz que decidiu “reescalonar” (fixar novas datas) a sua dívida devido “à desvalorização do real e à piora da economia”.

    As ações preferenciais da Net, empresa de TV a cabo das Organizações Globo, caíram 14,81% na Bovespa na segunda-feira (28/10). A empresa cancelou duas emissões de debêntures convocadas por uma Assembléia Geral de Debenturistas, em comunicado enviado à Bovespa: “Comunicamos aos senhores debenturistas titulares das debentures da 2a. e 3a. Emissao Pública da NET SERVICOS DE COMUNICAÇÃO S.A., que estao canceladas as Assembleias Gerais de Debenturistas convocadas para o dia 28 de outubro de 2002, as 16 horas, na sede social da Companhia, uma vez que os termos das propostas da Companhia relativas a Ordem do Dia ainda se encontram em fase de analise e definicão.”

    Em entrevista ao programa RodaViva, na TV Cultura, o presidente do PT, deputado José Dirceu, disse reconhecer que a situação financeira dos grupos de mídia – incluindo a “imprensa escrita” – é “preocupante e merece ser analisada com cautela pelo novo governo”. Ele disse que, assim como a saúde financeira das companhias aéreas, as empresas de comunicação também podem ser consideradas como componente de segurança nacional. José Dirceu descartou, porém, a utilização dos recursos do BNDES para prestar socorro a empresas de comunicação. LEIA ABAIXO A ÍNTEGRA DO COMUNICADO DA GLOBOPAR:

    GLOBOPAR ANUNCIA REAVALIAÇÃO DE SUA ESTRUTURA DE CAPITAL

    “A Globo Comunicações e Participações S.A. (Globopar), empresa da família Marinho que detém participações acionárias em empresas da área editorial e gráfica, empresas de televisão a cabo e via satélite, programação para TV por assinatura e Internet, anunciou hoje que irá reavaliar sua estrutura de capital devido à significativa desvalorização do real e da deterioração das condições econômicas no Brasil.

    No contexto deste processo de reavaliação, a Globopar e algumas de suas empresas controladas estão procedendo a uma revisão de seus planos de negócios, com ênfase na melhora da geração de caixa. Conjuntamente com esta revisão, a partir de hoje, a Globopar e algumas de suas empresas controladas estarão reescalonando o fluxo de pagamentos de suas obrigações de caráter financeiro. A Globopar espera dar novas informações sobre esse processo de reavaliação nos próximos 90 dias. A TV Globo Ltda. é garantidora de uma parte das dívidas de caráter financeiro da Globopar.

    A Globopar já começou a conversar com alguns de seus credores. A Globopar contratou a Goldman Sachs & Co. e Houlihan Lokey Howard & Zukin Capital para assessorá-la no processo de reavaliação e para atrair investidores. Debevoise & Plimpton e Barbosa, Müssnich e Aragão estarão prestando assessoria jurídica à Globopar.

    Além disso, o Unibanco atuará nesse processo prestando assessoria especializada à Globopar com relação ao mercado brasileiro.

    Membros da família Marinho - acionistas da Globopar - investiram mais de US$ 170 milhões na empresa e em suas controladas durante os últimos seis meses. Apesar do forte apoio financeiro de seus acionistas, a contínua desvalorização do real e a significativa redução de crédito disponível no mercado para empresas brasileiras vêm onerando de forma significativa a dívida em dólares da Globopar. Além disso, os prazos de retorno dos consideráveis investimentos feitos nos negócios de distribuição de TV por assinatura estão se mostrando bem mais longos do que o esperado.

    Ronnie Moreira, Presidente da Globopar, disse: "Apesar dos esforços da empresa e de seus acionistas para gerenciar a dívida da Globopar, por meio de significativos aportes de capital, a deterioração do ambiente macroeconômico evidenciou a necessidade de reavaliar o cronograma de pagamento da dívida da Globopar. Estamos trabalhando com nossos consultores externos para rever nossos business plans e tomar medidas para reduzir custos e aumentar o fluxo de caixa líquido. Esses esforços servirão como base para as conversas que pretendemos ter com nossos credores."

    O negócio e as operações da TV Globo, que é controlada diretamente pela família Marinho, independentemente da Globopar, continuam sólidos e não deverão ser afetados de forma negativa pelo processo de reavaliação da Globopar. Esse processo também não deverá afetar o relacionamento da TV Globo com seus parceiros de negócios. Roberto Irineu Marinho, Presidente da TV Globo, disse: "A performance da TV Globo continua sólida apesar das difíceis condições econômicas atuais. A programação da TV Globo continua a alcançar os maiores índices de audiência em todas as categorias. A TV Globo continua revendo suas operações, visando a identificar oportunidades para melhorar sua geração de caixa, mantendo sua posição de líder baseada na alta qualidade de suas produções nacionais." Globopar é uma empresa brasileira, controlada pela família Marinho, com participações acionárias nos setores de televisão a cabo e via satélite, programação para TV por assinatura, editora, gráfica e Internet As operações da TV Globo, Infoglobo e Sistema Globo de Rádio são diretamente controladas pela família Marinho e administradas independentemente da Globopar.”

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)